PARTICIPE DAS OFICINAS GRATUITAS DE BIO-CONSTRUÇÃO NO IPEMA!


quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Eco-Projeto promove Oficinas gratuitas de Capacitação em Permacultura e Bio-construção.

O Centro de Experimentação em Desenvolvimento Sustentável do Litoral Norte/SP (CEDS LN) é a infra-estrutura de díálogo para a Sustentabilidade - Convênio entre a Unisantos, ong´s ambientalistas do RealNorte e a Petrobras. Entre as atividades do CEDS está o apoio para a realização de ecoprojetos que possam se tornar modelos para o desenvolvimento da região em bases sustentáveis.
A partir dessa iniciativa, o Eco-projeto Centro Experimental de Tecnologias Sustentáveis e Vivências Comunitárias, em parceria com o IPEMA, importante centro de referência nacional em Permacultura, oferece oficinas gratuitas de capacitação em planejamento de ambientes sustentáveis:
  • 12 a 13 de Dezembro/2009: Oficina de Sistemas Estruturais Ecológicos (Conheça os Princípios da Permacultura e diversos sistemas estruturais utilizando materiais de baixo impacto ambiental. A capacitação terá 16 horas de duração e prática em estrutura utilizando bambu);
  • 30 a 31 de Janeiro/2010: Oficina de Telhados Verdes (Conheça os Princípios da Permcultura e aprenda a fazer um telhado verde ou telhado vivo, recomendados por possuírem um ótimo isolamento térmico, além de otimizada produção de alimentos em espaços restritos. Capacitação com 16 horas de duração);
  • 20 a 21 de Fevereiro/2010: Oficina de Construção com Terra, Ventilação e Iluminação Natural (Conheça os Princípios da Permacultura e os benefícios em se construir paredes utilizando a terra como matéria-prima e experimente diversas técnicas de bio-construção, como tijolos de adobe, Cob e super-adobe. Capacitação com 16 horas de duração);
  • 06 e 07 de Março/2010: Oficina de Filtros Biológicos (Conheça os Princípios da Permacultura e métodos baratos e ecologicamente corretos de tratamento de água cinza e negra. Capacitação com 16 horas de duração, consolidando na prática, um ciclo de tratamento da água: abastecimento, uso, filtragem e irrigação);
  • 27 e 28 de Março/2010: Oficina de Captação de Água de Chuva (Conheça os Princípios da Permacultura e aprenda a captar a água da chuva de seu telhado. Capacitação com 16 horas de duração e construção de uma cisterna para armazenamento da água utilizando a eco-técnica de ferro-cimento);
  • 17 e 88 de Abril/2010: Oficina de Banheiro Ecológico e Sistema de Re-uso de Água (Conheça os Princípios da Permacultura e exemplos teóricos e práticos de banheiros ecológicos e destino dos resíduos produzidos. Capacitação com 8 horas de duração);
  • Maio/2010: Oficina de Pisos Ecológicos (Conheça os Princípios da Permacultura e técnicas de pisos ecológicos aproveitando os recursos naturais disponíveis no próprio espaço e experimentação da eco-técnica de solo-cimento. Capacitação com 16 horas de duração);
  • Maio/2010: Capacitação para os Técnicos das Prefeituras do Litoral Norte (Conheça os Princípios da Permacultura e planeje ambientes mais sustentáveis, utilizando técnicas de baixo custo e baixo impacto ambiental. Serão oferecidas 3 palestras em datas distintas a definir e divulgadas anteriormente nas Prefeituras e via blog).

O Eco-projeto tem como objetivo estimular o uso sustentável dos recursos naturais e humanos existentes na região, tendo como base a educação através dos Princípios da Permacultura, divulgando, sensibilizando e capacitando moradores e usuários do Litoral Norte em tecnologias sustentáveis formando agentes multiplicadores de conceitos ecológicos.

A experimentação dessas tecnologias a partir das oficinas propostas permitirá a criação de um espaço comunitário para fortalecimento e resgate de cultura local e regional, aberto para apresentações, cursos, exposições artísticas e culturais, além de programa de visitação com escolas e grupos. No local também funcionará uma Biblioteca Ecológica e o Cinema no IPEMA, com a apresentação mensal de filmes e documentários gratuitamente para os moradores do Bairro Corcovado.

Toda a implementação do espaço proposto será feita com materiais de baixo impacto ambiental, tais como postes antigos de eletricidade, garrafas usadas, terra, vidros de reforma e resíduos gerados no próprio canteiro experimental. As técnicas implantadas são de fácil execução, podendo ser adaptadas ou construídas por todas as pessoas que visam uma qualidade de vida ligada a preservação ambiental.

Essa iniciativa é de grande importância para o Município. Ubatuba abrange um enorme corredor biológico contínuo de Mata Atlântica, possuindo assim uma riqueza natural inestimável, motivo pelo qual a região é tão procurada pelo turismo e por pessoas em busca de aprazível natureza local.

No entanto observa-se uma crescente degradação do seu patrimônio natural, cultural e étnico, a partir do crescimento populacional desordenado que vem se acelerando nos últimos anos na região, produzindo grande competição pelos recursos naturais, destruindo parte da biodiversidade natural e prejudicando a saúde da população local.

Dessa forma, faz-se necessário, a divulgação, capacitação e adoção de medidas alternativas de uso dos recursos naturais que abordem de forma holística e sistêmica esse contexto, aliando a preservação desse ecossitema a formas de sobrevivência de baixo custo e baixo impacto ambiental, econômico, social e cultural.

Seja a mudança que você deseja para o Mundo! Participe!

As oficinas ocorrerão no IPEMA, em Ubatuba, SP. Os participantes contarão com alojamento em área de camping, alimentação completa, apostila digital e certificado de participação.

Para maiores informações entre em contato pelo email permacultura.ipema@gmail.com, ou pelo telefone 12 3848-2682/horário comercial.

Atenciosamente,

Patricia L. Marba

Coodenadora do Projeto

2 comentários:

  1. Gilberto Silva Rocha17 de abril de 2010 23:45

    Sou um entusiasta pelos conceitos de permacultura.Gostaria de vir a participar de cursos promovidos pelo IPEMA. São realmente gratuitos? Estou temporariamente inativo, por força de um acidente, sem poder me locomover plenamente, mas , tenho interesse em poder ter acesso a literatura que possam disponibilizar. Saudações ecológicas.Gilberto Rocha

    ResponderExcluir